Cleyson Dellcorso

Se você é líder, aprenda a acabar com seu principal adversário sem deixar pistas

Timothy Gallwey, técnico de tênis, em seu livro que foi o precursor do Coaching, “The Inner Game of Tennis” faz uma afirmação intrigante: O maior inimigo de qualquer jogador não é seu adversário, mas sim ele mesmo.

Para alcançar a excelência é preciso focar no desenvolvimento da Inteligência Emocional e colocar em prática alguns comportamentos que nosso maior adversário, nós mesmos, insistimos em não nos deixar utilizar.

Uma maneira simples de começar a tirar este adversário de nosso caminho é uma aproximação maior com nossa equipe, o que não costumamos fazer por sermos constantemente alertados por ele: não se aproxime que você perde a sua autoridade!
A experiência tem mostrado que o Líder perde a sua liderança e se torna um chefe quando se distancia do grupo, porém ganha poder de influência quanto mais se aproxima dos colaboradores.

A grandeza de um líder está em auxiliar o outro a fazer a diferença, reconhecendo de forma clara e publica o seu valor. Quando reconheço o valor de uma pessoa de minha equipe eu estou externando a minha gratidão e passando a mensagem que, se obtive sucesso foi também pela colaboração daquela pessoa.

Nosso tradicional inimigo costuma nos alertar também que, gratidão diminui o nosso poder, o que não é verdade. Aprenda a colocar este inimigo em seu devido lugar, neutralizando suas ações definitivamente.

A gratidão aumenta o nosso poder, mas talvez sejam necessários alguns pequenos cuidados. Uns poucos colaboradores podem se sentir poderosos e insubstituíveis dificultando a gestão da equipe. Basta identifica-los e enquadra-los no novo paradigma. O seu espírito de gratidão aumenta o seu carisma facilitando esta ação.

Ações de gratidão por parte do líder supre a carência de reconhecimento de alguns, comportamento que suga a energia da equipe, criando um clima pesado no ambiente de trabalho. O reconhecimento das qualidades e pontos fortes dos colaboradores, mantém um clima ameno e de harmonia, além de aumentar a satisfação com o trabalho e a produtividade.

Um Líder que usa a gratidão nos pequenos atos dá segurança aos colaboradores e quem tem segurança ao caminhar vai mais longe. Pessoas que acreditam em si, fazem a diferença.

A gratidão reforça os pontos fortes dos colaboradores e dá segurança para que consigam trabalhar melhor com seus pontos fracos, tornando-os melhores profissionais, aumentando, assim, a eficiência individual e da equipe. O resultado de tudo isto são equipes coesas e felizes e, o que é principal, equipes fortes. Não deixe de observar que colaboradores fortes e confiantes vão sempre mais longe e têm o sentimento que realmente fazem parte do processo.

A gratidão encoraja o outro a fazer a diferença.

A gratidão, a resiliência, o autocontrole, o autoconhecimento e tantas outras características dos grandes líderes, são resultado direto do desenvolvimento da Inteligência Emocional que, para nossa tranquilidade, poderá ser desenvolvida a qualquer tempo e em qualquer idade, pelo autodesenvolvimento ou através de programas de Coaching. O desenvolvimento desta liderança afasta de nosso caminho nosso maior inimigo, abrindo espaço para que sejamos líderes de nós mesmos para, aí sim, podermos liderar pessoas.

One comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este site usa cookies e solicita seus dados pessoais para melhorar sua experiência de navegação.